[OCEJWCD 6] - Ciclo de Vida do Servlet

O ciclo de vida do servlet passa através dos seguintes estágios:

  • carregamento da classe servlet;
  • instanciação da classe servlet;
  • inicialização;
  • serviço;
  • destruição.

Lembrando que um servlet não tem um método main() e é controlado pelo container. Segue uma figura representativa do ciclo:

Ciclo de Vida do Servlet
Ciclo de Vida do Servlet

##Interação cliente-servidor

O que acontece quando uma request vem do browser? Vejamos esse código html:

<form action="HelloServlet" method="POST">

Quando clicamos no botão de submit do form em questão o browser envia a solicitação para o container e o mesmo identifica que a solicitação é para um servlet e cria dois objetos, um do tipo HttpServletRequest e um HttpServletResponse. Em seguida encontra o servlet correto para a solicitação e cria uma thread para ele, no passo seguinte envia os dois objetos e chama o método service(), que repassa os objetos para o método apropriado em função do tipo de solicitação (POST nesse caso). A resposta correta é criada e entregue ao objeto response que por sua vez é retornado para o cliente.

A figura seguinte representa o fluxo citado:

Fluxo cliente-servidor
Fluxo cliente-servidor

##Repassando o tratamento de Request / Response

Relembrando:

  1. O servlet recebe uma request do container;
  2. o container cria um objeto do tipo HttpServletResponse e um HttpServletRequest baseado em encontrar o servlet correto;
  3. o container cria uma thread separada para cada requisição ao servlet;
  4. o container que entrega o objeto de requisição e resposta para a thread do servlet;
  5. o container chama o método service() do servlet;
  6. o método service() por sua vez, chama o método POST ou GET apropriado que foi definido na página HTML ou JSP.
  7. a resposta é gerada, e por sua vez e é retornada para o cliente;
  8. os objetos de resposta e de requisição são apagados pelo container.

##Repassando o Ciclo de Vida do Servlet

O Ciclo de Vida do Servlet em Detalhes
O Ciclo de Vida do Servlet em Detalhes

Antes da classe do servlet ser criada, ela é carregada pelo container, e então é instanciada. Após a instanciação do servlet ele é iniciado através do método init(), é importante frisar que o servlet é inicializado apenas uma vez e que o método init() pode ser sobrescrito, após a inicialização o container chama o método service() (onde a maior parte do tempo do servlet é utilizada). O método service() não deve ser sobrescrito, para evitar comportamentos errados no servlet, a implementação padrão cria uma thread para a solicitação e identifica qual método deve ser chamado, doGet() ou doPost(), os quais devem ser sobrescritos para implementar o comportamento desejado. Após criação da resposta o conteiner chama o método destroy() e o servlet é finalizado, esse método é chamado apenas uma vez no ciclo de vida.

A interface Servlet possui cinco métodos dos quais três fazem parte do ciclo de vida (init, service e destroy) e os outros dois (getServletConfig() e getServletInfo()) que retornam um objeto do tipo ServletConfig e uma String com informações sobre o servlet (como versão, autor etc) respectivamente. Os parâmetros são passados pelo deployement descriptor e preenchido no objeto ServletConfig passado para o método init(). Só há um objeto ServletConfig por servlet e um ServletContext por aplicação web.

Em um post futuro irei detalhar melhor o ServletContext, até a próxima!

Escrito em 29 Abril de 2015